O que é madeira plástica e como incluir no seu projeto sustentável

0
101

A madeira plástica é resultado de um processo moderno que utiliza várias matérias-primas, como fibras naturais e resíduos plásticos reciclados, para criar esse material que se parece com madeira de verdade. Por isso, ela é excelente para quem gosta do efeito da madeira, mas deseja ter uma construção sustentável. Se esse é o seu caso, continue lendo para saber mais sobre esse assunto!

Conheça os tipos de madeira plástica mais usados em obras

No processo de fabricação dessa madeira, podem ser usados diferentes materiais. Sendo assim, existe mais de um tipo de madeira plástica disponível no mercado. Confira quais são os três principais materiais:

Madeira sintética de PVC

Esse tipo de madeira é fabricado a partir da mistura de 30% de PVC virgem e 70% de madeira reciclada. Devido à união desses elementos, a madeira sintética de PVC é muito resistente e tem cores bem uniformes que dão um resultado lindo para o projeto.

Madeira Ecológica WPC

Já a madeira ecológica WPC é produzida a partir da combinação de 70% de madeira reciclada e de 30% de plástico reciclado. Esse exemplar também é resistente, mas sua principal vantagem é sua alta durabilidade.

Madeira Plástica

A madeira plástica é feita 100% de plásticos reciclados de diversas origens, como resíduos industriais ou até mesmo residenciais. É resistente porque tem aditivos que protegem o material de temporais e ventos fortes que poderiam danificar a peça. Outra vantagem é o fato desse produto ser todo feito de plástico reciclado, ou seja, ajuda a diminuir a quantidade de plásticos não reciclados no mundo.

Como você pode perceber, existem diferenças entre os tipos de madeira, mas todos são sustentáveis e apresentam suas vantagens. Então, você só precisa definir o que é mais importante em seu projeto!

Onde utilizar a madeira plástica

Como os consumidores se preocupam cada vez mais com o meio ambiente, a procura por madeira plástica vem aumentando no mercado. Além disso, por ser versátil, ela é comumente vista em diferentes tipos de projetos. Ela é muito aplicada em:

  • Decks;
  • Pergolados;
  • Passarelas;
  • Playgrounds;
  • Hortas verticais;
  • Escadas;
  • Fachadas;
  • Bancos de jardim.

Essas aplicações mostram como a madeira plástica consegue se adaptar a diferentes obras e com certeza pode embelezar o projeto sustentável que você tem em mente.

Vantagens e desvantagens da madeira plástica

Assim como todo tipo de material, a madeira plástica apresenta vantagens e desvantagens. É essencial conhecê-las para ter certeza de que esse é o elemento ideal para sua construção. Por isso, listamos abaixo os principais benefícios e malefícios dessa madeira!

Vantagens

  • Sustentabilidade: a principal vantagem da madeira plástica com certeza é a sustentabilidade. Ao utilizá-la, você incentiva o reaproveitamento de plásticos e da própria madeira, além da diminuição do desmatamento.
  • Durabilidade: esse tipo de madeira também tem uma boa durabilidade, porque é resistente à umidade, à irradiação solar, não racha e não apresenta problemas com fungos, cupins e outras pragas.
  • Aparência: a madeira plástica é utilizada em tantos projetos por ser linda e ficar bem parecida com a madeira natural, dependendo do modelo escolhido e da pigmentação da peça.
  • Instalação simples: comparada com a madeira natural, a plástica tem uma instalação bem mais fácil. Isso acontece porque ela é mais leve, pode ser facilmente colada, pregada ou instalada com clipes, e não tem farpas que podem machucar o instalador.
  • Valoriza o projeto: obras sustentáveis estão sendo cada vez mais procuradas pelos consumidores e a tendência é que esse comportamento continue. Por isso, utilizar a madeira plástica em seu projeto pode valorizá-lo no futuro.

Desvantagens

  • Custo: a maior desvantagem dessa madeira é o seu preço, que é elevado em diversas partes do Brasil quando comparado à madeira natural. Essa é mais cara devido à dificuldade de obter os elementos reciclados para a produção e à tecnologia usada no processo de criação.
  • Imprópria para grandes estruturas: a madeira plástica não é indicada para grandes estruturas, como prédios, pontes e telhados.
  • Textura: como não é natural, essa madeira não apresenta as distorções e rachaduras que uma peça natural teria. Para quem deseja essa aparência 100% natural, esse fato pode ser um defeito.
  • Corte complexo: os cortes de madeira plástica são pré-definidos, então não é possível simplesmente cortá-la durante o serviço para ajustar o material à obra. Sendo assim, se a peça precisar de ajustes, provavelmente ela vai atrasar um pouco o andamento da construção.
  • Pode ser escorregadia: essa madeira é mais escorregadia que a natural. Por isso, é indicado colocar frisos no modelo escolhido, se ele for ser instalado em um local que molhe facilmente, como ao redor de piscinas.

Analise bem esses pontos listados e pense no que é mais importante para sua obra. Dessa forma, você saberá se a madeira plástica é a mais indicada para seu projeto!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui